Pombos

Apesar de não pertencer a fauna brasileira o pombo urbano e protegido por lei federal, tornando-se crime inafiançável o abate deste tipo de ave.

O pombo-doméstico não é uma ave nativa das Américas. Ele originou-se a partir da pomba-das-rochas (Columba livia) da Europa, norte da África, Oriente Médio e Ásia, que foi domesticada e, como tal, introduzida pelo homem em praticamente todo o mundo. Em muitos lugares, pombos domésticos que escaparam, perderam-se ou foram intencionalmente soltos reverteram a um estado selvagem ou semi-selvagem, dando origem às populações ferais hoje estabelecidas em muitas cidades e também na zona rural. No Brasil, o pombo-doméstico foi introduzido pelos europeus já no século XVI, tendo-se adaptado muito bem aos grandes centros urbanos, devido à facilidade de encontrar alimento e abrigo.

Em liberdade, os pombos-domésticos permanecem próximos de habitações humanas, onde podem causar diversos problemas quando presentes em número excessivo. As fezes ácidas dos pombos, além de sujar, podem provocar danos à pintura de veículos e ao patrimônio histórico e artístico, bem como matar plantas ornamentais e gramados. O acúmulo de penas, fezes e restos de ninhos pode causar entupimentos em calhas ou tubulações de escoamento pluvial e o apodrecimento precoce de forros de madeira. Em armazéns, mercados ou depósitos, os pombos podem promover a contaminação de alimentos, pois transportam bactérias em seus pés. Além disso, em locais onde há concentração dessas aves freqüentemente também há proliferação de ratos, baratas e moscas. Mais importante, porém, pombos desempenham um importante papel na transmissão de várias doenças que  cometem humanos e animais domésticos, tais como criptococose, histoplasmose, ornitose, salmonelose, toxoplasmose, encefalite, dermatites, alergias respiratórias, doença de Newcastle, aspergilose e tuberculose aviária. Em muitos lugares, o pombo-doméstico já atingiu a condição de praga urbana, em razão de sua superpopulação, dos prejuízos econômicos que causa e dos riscos que representa à saúde pública, sendo necessário o controle populacional. Porém, é importante lembrar que, apesar de não pertencerem a uma espécie nativa do Brasil, os pombos que vivem em liberdade em nosso meio são considerados parte integrante da fauna silvestre brasileira, estando, portanto, amparados pela legislação de proteção à fauna. O seu controle deve ser feito por pessoas devidamente autorizadas e deve ser precedido de uma declaração de nocividade emitida por órgão governamental da área da Saúde, Agricultura ou Meio Ambiente. Além disso, a eliminação direta dos animais só pode ser realizada quando tiverem sido esgotadas medidas de manejo ambiental que restrinjam o acesso aos abrigos e fontes de alimento (Instrução Normativa IBAMA N° 109, de 03/8/2006). Do contrário, qualquer ação de controle que resulte na morte, danos físicos, sofrimento ou apreensão dos animais pode ser considerado crime passível das penas previstas em lei.

 

Medidas de controle

São muitas as ações recomendadas para auxiliar na solução de problemas causados por pombos-domésticos. Atualmente a medidas de controles mais comuns, são a utilização de repelentes em forma de gel ou repelente eletrônico.

O gel repelente funciona da seguinte forma: No local infestado deve ser retirados, ninhos, ovos e filhotes, para este procedimento utilize luvas e mascaras, pois as fezes e piolhos são condutores de diversas doenças.

Depois do local limpo e seco utilize a espátula que acompanha o produto e aplique em faixas continuas de 3 a 4mm de espessura e de 3 a 4 de largura. O gel repelente Byebird repele a ave por contato, onde tiver o produto à ave não permanece, tem durabilidade media de 06 meses a 01 ano, não sai com água e nem derrete com o calor, sendo totalmente atóxico, não causando danos ao meio ambiente!

Este produto e comercializado a mais de 12 anos.

O aparelho eletrônico repele as aves por ultrasom, sua melhor eficiência e comprovada em locais fechados, pois o ultrasom fica concentrado inibindo a presença dos pombos. A casa dos repelentes possui uma linha completa de produtos, para proteger pessoas e o meio ambiente.

<a href="http://link112.com/" title="Link112: Submeter Site" >Link112</a>
<SCRIPT src="http://www.exactseek.com/remote-submit.js"> </ script>